Motivação nas organizações: por que algumas tem e outras não?

Dúvidas Frequentes

Solicite atendimento

Verifique o preenchimento dos campos destacados
Sua mensagem foi enviada com sucesso.


  • CENTRAL 0800 280 3155
  • Aracaju, SE (79) 9.9174-1435
  • Belém, PA (91) 99193-6529
  • Belo Horizonte, MG (31) 2555 5850
  • Blumenau, SC (48) 99975-1500
  • Boston, MA ️(781) 281-1932
  • Brasília, DF (61) 3013 4450
  • Campina Grande, PB (83) 99647-1637
  • Campinas, SP (19) 3368.4228
  • Campo Grande, MS (67) 98191-5557
  • Curitiba, PR (41) 4101-1037
  • Florianópolis, SC (48) 9 9691.1500
  • Fortaleza, CE (85) 3133 3200
  • Goiânia, GO (62) 3142-0410
  • João Pessoa, PB (83) 996115374
  • Joinville, SC (47) 99990-3613
  • Juiz de Fora, MG (21) 3952-6100
  • Lisboa, PT +351 968 499 990
  • Luanda, AO +244 945 869 990
  • Maceió, AL (82) 3185-7071
  • Manaus, AM (92) 3307-0480
  • Maringá, PR (44) 3052-0508
  • Mossoró, RN (84) 4042-2045
  • Natal, RN (84) 4042-2045
  • Niterói, RJ (21) 3952-6100
  • Orlando, FL +1 (321) 209- 0013
  • Palmas, TO (63) 99937.9125
  • Porto Alegre, RS (51) 3110-5611
  • Porto Velho, RO (69) 3229-6501
  • Recife, PE (81) 4042-2230
  • Ribeirão Preto, SP (16) 40421770
  • Rio de Janeiro, RJ (21) 3952-6100
  • Salvador, BA (71) 3106 0101
  • Santo André, SP (11) 4979-5203
  • São José dos Campos, SP (12) 3942-3907
  • São Luís, MA (98) 3311-7000
  • São Paulo, SP (11) 3810-0001
  • Teresina, PI 86 9 8876-6775
  • Uberlândia, MG (34) 3082-2022
  • Vitória, ES (27) 2142.3692

Preencha o formulário abaixo e fale com um de nossos consultores

Verifique o preenchimento dos campos destacados
Sua mensagem foi enviada com sucesso.

Motivação nas organizações: por que algumas tem e outras não?

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo!

motivação nas organizações

A motivação nas organizações é — ou deveria ser — o assunto de cabeceira dos líderes e de todo o setor de Recursos Humanos.

Afinal, a sua manutenção é imprescindível para o desenvolvimento de qualquer empresa, independentemente do seu ramo ou porte.

A questão que pode tirar o sono de muitos profissionais é: por que algumas empresas têm profissionais motivados, enquanto outras lutam constantemente contra a desmotivação?

É isso o que vamos responder, ao longo deste artigo, para que você entenda a importância da motivação nas organizações, como contornar os seus desafios e implementá-la no ambiente de trabalho. Boa leitura!

O impacto da motivação nas organizações

Bastante estudada ao longo do século 20, a motivação nas organizações é um efeito direto causado na disposição de um indivíduo em crescer junto com a empresa.

Afinal, ela é um reflexo da sua disposição e o comprometimento em alcançar metas, desenvolver-se mais e produzir em uma escala cada vez mais crescente.

E sabe quais são os benefícios em contar com profissionais motivados? Aí vão alguns:

– Cria um ambiente harmonioso, gostoso de trabalhar;

– Ajuda na gestão do tempo produtivo;

– Oferece chances de crescimento — pessoal e profissional;

– Estimula o trabalho colaborativo;

-Gera mais produtividade.

Caso não acredite nisso, uma pesquisa feita pela Right Management com mais de 30 mil pessoas, em 15 países — o Brasil entre eles — apontou que profissionais motivados são 50% mais produtivos.

Só que essa via anda em dois sentidos e, da mesma maneira que a motivação nas organizações vem acompanhada de muitos aspectos positivos, a desmotivação pode prejudicar o ambiente.

Não apenas isso: se não controlada, a desmotivação é tão contagiosa quanto um vírus da gripe, interferindo na produtividade, no alcance de metas e nos resultados gerais da empresa.

A desmotivação no ambiente de trabalho

Quando dissemos, no início do artigo, a respeito da manutenção de um ambiente estimulante e motivacional, esse era o principal motivo: quando não existe um esforço da empresa em engajar os colaboradores, a desmotivação nas organizações tende a surgir.

E, da mesma forma que uma mancha de vinho impregna em tecidos, ela custa a sair do semblante dos profissionais se não houver um bom planejamento em gestão de pessoas.

Vale adiantar, também, que a desmotivação é caracterizada por uma série de fatores. E, abaixo, você pode se deparar com alguns deles:

Ausência de feedbacks ou avaliações superficiais

Os feedbacks são essenciais para que cada indivíduo compreenda quais pontos ele deve se aperfeiçoar, bem como compreender qual é o seu papel dentro da organização.

Quando isso não ocorre, ou há pouco esforço em desenvolver os profissionais por meio de uma avaliação justa e construtiva, a pessoa pode cair em uma rotina de estagnação.

Consequentemente, com o tempo ela vai assumir um semblante desmotivador. Vai se empenhar menos e esforçar-se menos em atingir metas ou propor melhorias.

No exercício da sua liderança, é fundamental que você dê feedbacks, olhe nos olhos da sua equipe e lidere pela autoridade e não pelo autoritarismo.

Para compreender um pouco mais o quanto ser um líder eficaz é benéfico para motivação nas organizações, confira o vídeo abaixo onde nosso Master Coach, Paulo Vieira, em sua série Empresarial e Business fala sobre o assunto. Dê o play!

Conflitos nas equipes

Seja por conta da gestão ou de conflitos entre membros da equipe — ou de equipes diferentes —, a falta de um ambiente harmonioso pode se configurar em um elemento de desmotivação.

Seja coletivo ou individualmente, essa ruptura na harmonia dificulta o trabalho colaborativo e transforma o dia a dia em um verdadeiro obstáculo para o crescimento da empresa.

As metas inatingíveis ou pouco estimulantes

Metas são importantes para manter a equipe focada em resultados e, gradualmente, gerar resultados melhores para a empresa. Acontece que isso é a tradução imediata da motivação na organização.

Quando se criam metas inatingíveis ou pouco desafiadoras, por sua vez, a tendência é que os colaboradores percam o ímpeto em alcançá-las. Ora por serem impossíveis, ora por não agregarem em nada para o crescimento deles.

Para traçar metas neurologicamente corretas e alcançáveis, você pode contar com uma ferramenta da Febracis, que é recorde de download e bastante utilizada nos processos de Caoching: a ferramenta Metas e Objetivos SMART. Para baixá-la gratuitamente, clique AQUI!

Falta de reconhecimento

Líderes que não reconhecem os esforços e as conquistas dos seus profissionais correm sério risco de perder os seus talentos internos por conta disso.

E, além de ser ruim a alta rotatividade nas empresas — por gerar custos diversos, entre outras razões —, isso também vai despontar em problemas porque a equipe nunca vai estar completa ou plenamente familiarizada com os processos por conta disso.

Ausência de um plano de carreira

Por fim, a falta de uma perspectiva de crescimento é um fator relevante para que não se tenha motivação nas organizações. É importante, então, contornar o problema seguindo algumas premissas:

– Um plano de carreira definido para todos;

– A realização de treinamentos e cursos de capacitação;

– Os feedbacks periódicos.

Perceba que são situações que se desenrolam em diferentes frentes. É importante que o líder — em conjunto com o RH — sempre permaneçam atentos ao desenvolvimento individual e coletivo das equipes para identificar o nível de motivação nas organizações.

O despertar da motivação nas organizações

É possível contornar e controlar a desmotivação, mas é preferível trabalhar a motivação nas organizações. Pois são medidas que, por si só, já espantam os sentimentos negativos e contribuem com a construção de um ambiente de trabalho produtivo e harmonioso.

A seguir, separamos algumas dessas alternativas que podem fazer toda a diferença na inspiração e motivação dos colaboradores. Confira:

– Delegue responsabilidades e dê autonomia para os colaboradores. encoraje-os a arriscar, de acordo com os seus pontos fortes;

– Líderes são mentores de suas equipes também. Quanto aos pontos de melhoria, eles devem encorajar os funcionários a se desenvolverem cada vez mais, orientando nas etapas desse processo;

– Valorize a criatividade e incentive os profissionais a proporem soluções e não apenas reagirem às metas estipuladas;

– Crie um ambiente motivacional e inspirador, seja por meio de competições internas, desafios contínuos ou gratificações para as conquistas efetuadas;

– Promova o trabalho colaborativo e em equipe. Fortaleça os elos dos colaboradores com ações de integração, mas também no dia a dia, com atividades que eles dependam do outro para finalizá-las.

Outra dica interessante, essa mais voltada para o RH da empresa, é a realização periódica de uma pesquisa de clima. Trata-se de uma poderosa ferramenta que permite a mensuração do nível geral de satisfação.

Como destacamos, acima, a satisfação e alegria estão diretamente relacionadas com a motivação nas organizações. Se a insatisfação estiver elevada — seja individualmente ou de modo crônico — é fundamental planejar rapidamente alguma medida para contornar esse cenário pouco atrativo para o crescimento corporativo.

Deve ter dado para perceber que a motivação nas organizações não é um trabalho pontual: é incessante e demanda muita atenção dos gestores e também dos profissionais de RH.

E se você vinha procurando por alternativas que aproximem cada vez mais você da sua equipe, temos um convite especial a fazer: conheça o nosso curso Business High Performance e aprenda, por meio de ferramentas, a conquistar os seus objetivos e ter toda a base estrutural para gerir a sua equipe e o seu negócio.

No Business High Performance, além de aprender a dobrar o faturamento da sua empresa, você consegue aprender a aplicar os melhores e mais modernos conceitos de business com foco em liderança, gestão e negociação.

Se você quer traçar estratégias de sucesso para sua empresa e sua equipe, no Business High Performance você conhece um caminho seguro para elevar a níveis extraordinários os seus resultados empresariais.

Saiba tudo sobre o curso AQUI!

Deixe seu Comentário

Veja outras notícias sobre a Febracis