O que é linguagem corporal e como utilizar esse conhecimento ao seu favor?

Dúvidas Frequentes

Solicite atendimento

Verifique o preenchimento dos campos destacados
Sua mensagem foi enviada com sucesso.


  • CENTRAL 0800 280 3155
  • Aracaju, SE (79) 9.9174-1435
  • Belém, PA (91) 99193-6529
  • Belo Horizonte, MG (31) 2555 5850
  • Blumenau, SC (48) 99975-1500
  • Boston, MA ️(781) 281-1932
  • Brasília, DF (61) 3013 4450
  • Campina Grande, PB (83) 99647-1637
  • Campinas, SP (19) 3368.4228
  • Campo Grande, MS (67) 98191-5557
  • Curitiba, PR (41) 4101-1037
  • Florianópolis, SC (48) 3036-0305
  • Fortaleza, CE (85) 3133 3200
  • Foz do Iguaçu, PR
  • Goiânia, GO (62) 3142-0410
  • João Pessoa, PB (83) 3035-3507
  • Joinville, SC (47) 99990-3613
  • Juiz de Fora, MG (21) 3952-6100
  • Lisboa, PT +351 968 499 990
  • Luanda, AO +244 945 869 990
  • Maceió, AL (82) 3185-7071
  • Manaus, AM (92) 3307-0480
  • Maringá, PR (44) 3052-0508
  • Mossoró, RN (84) 4042-2045
  • Natal, RN (84) 4042-2045
  • Niterói, RJ (21) 3952-6100
  • Orlando, FL +1 (321) 209- 0013
  • Palmas, TO (63) 99937.9125
  • Porto Alegre, RS (51) 3110-5611
  • Porto Velho, RO (69) 3229-6501
  • Recife, PE (81) 4042-2230
  • Ribeirão Preto, SP (16) 40421770
  • Rio de Janeiro, RJ (21) 3952-6100
  • Salvador, BA (71) 3106 0101
  • Santo André, SP (11) 97200-3657
  • São José dos Campos, SP (12) 3942-3907
  • São Luís, MA (98) 3311-7000
  • São Paulo, SP (11) 3810-0001
  • Teresina, PI 86 9 8876-6775
  • Uberlândia, MG (34) 3082-2022
  • Vitória, ES (27) 2142.3692

Preencha o formulário abaixo e fale com um de nossos consultores

Verifique o preenchimento dos campos destacados
Sua mensagem foi enviada com sucesso.

O que é linguagem corporal e como utilizar esse conhecimento ao seu favor?

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo!

A Universidade da Califórnia realizou um estudo e o resultado impressionou: cerca de 7% de nossa comunicação é baseada apenas em palavras. Pouquíssimo, não é mesmo? Mas faz sentido, já que os outros 93% estão juntos e misturados com tudo aquilo que a nossa linguagem corporal tem a “dizer”.

Já ouviu falar no termo? Com ele, é possível saber se as pessoas estão sendo sinceras ou escondendo intenções secundárias por trás de suas palavras.

É, portanto, uma maneira eficiente de se comunicar e compreender as pessoas também. Para saber mais a respeito, convidamos você a seguir com esta leitura e aprender como usar a linguagem corporal para a conquista dos seus objetivos e melhorar os seus relacionamentos!

O que é a linguagem corporal?

Como destacamos acima, a linguagem corporal tem tudo a ver com aquilo que você pretende — ou não — comunicar com base nos seus jeitos e trejeitos. 

Pode ser, por exemplo, um gesto, uma expressão ou a mudança no tom de voz enquanto você fala com alguém (ou, até mesmo, quando está em completo silêncio).

A sua importância, inclusive, revela-se quando entendemos que a linguagem corporal pode acusar significados que não gostaríamos.

Em uma reunião de negócios, por exemplo, ou mesmo em uma entrevista, a linguagem corporal pode acabar “denunciando” algo que não tínhamos interesse inicialmente.

Como trabalhar a linguagem corporal?

Tanto para se fazer compreendido quanto para entender o significado das mensagens que outras pessoas transmitem, é importante saber como usar a linguagem corporal em seu benefício.

A seguir, vamos explicar quais atividades e atitudes você pode empreender, para inseri-las em suas interações. Veja só quais são!

 

Use e abuse do contato visual

 

Em geral, o olhar transmite bastante confiança e mostra que você está prestando atenção na pessoa à sua frente. Por isso, ao comunicar-se com alguém, evite dispersar o seu olhar para outros lugares.

Foque, por sua vez, exclusivamente na pessoa à sua frente. E, em ocasiões onde mais pessoas estão reunidas, crie o hábito de transitar o seu olhar entre todos os participantes periodicamente.

Lembre-se de direcionar o rosto na direção da pessoa

linguagem corporal

Assim como o olhar “diz muito”, o seu rosto tem participação significativa na linguagem corporal. Com isso, é importante ter em mente que você deve direcionar o seu corpo para quem está interagindo com você.

Isso reforça a atenção inteiramente dedicada à pessoa. Imagine o descaso que pode aparentar se, ao conversar com alguém, essa pessoa está olhando para o computador ou para a tela do celular?

Portanto, foque todo o seu corpo na direção de quem está à sua frente. E, inclusive, vale reforçar que o seu rosto é o grande responsável pelas suas expressões.

Sem cuidados com a reação que você tem, ao ouvir algo que agrade ou desagrade, você está “dizendo” algo que não deveria ou gostaria para o seu interlocutor.

Uma maneira de evitar que isso aconteça é a atenção redobrada às suas expressões.

Primeiramente, pratique para que tudo aquilo que você siga se reflita, também, em suas expressões faciais. Simpatia se reflete em um sorriso amável, atenção e surpresa tendem a levantar as sobrancelhas etc.

É importante saber como usar isso a seu favor, para que crie cada vez mais transparência em suas relações e interações.

Foque também no seu tom de voz

Um dos grandes atrativos da linguagem corporal é o seu tom de voz. No marketing pessoal, por exemplo, ele se reflete na maneira com a qual você se impõe, em uma reunião ou encontro, e é uma das grandes armas para transmitir verdadeiramente as suas emoções.

Ao conversar, atente-se para que o tom de voz acompanhe o objetivo que a sua expressão facial e mensagem verbal estão tentando transmitir. Um alinhamento completo para que a sua comunicação se torne cada vez mais eficiente.

Atente-se aos seus gestos

linguagem corporal

Pernas agitadas ou qualquer outro gesto repetitivo que não tenha a ver com o momento de uma interação pode significar que você está sem interesse ou mesmo com pressa para encerrar a conversa.

E, se essa não é a sua intenção, você pode estar sabotando os seus próprios objetivos com isso. Experimente controlar os seus trejeitos ou usá-los para que tenham, mais uma vez, a ver com a sua mensagem verbal.

Na comunicação não-violenta, esse equilíbrio é fundamental para que você gere interesse no que pretende comunicar. Também, serve para que as pessoas gerem mais familiaridade e identificação com você.

Os gestos dizem muito e, por isso, é necessário que você passe a fazer uma leitura de quais deles têm a ver com a sua mensagem. Com o tempo, o hábito se torna natural e é inserido facilmente nas suas interações.

A etiqueta também conta

Por fim, uma boa dica consiste em pensar em algo que pouco tem a ver com a sua linguagem corporal, propriamente dita: as roupas que você veste.

No geral, ela tende a criar uma primeira impressão do seu interlocutor. Digamos, por exemplo, que você tenha uma entrevista de emprego, mas chegue ao local de pijamas. Isso não tende a criar uma boa mensagem sobre você, não é mesmo?

É claro que isso, por si, não é o único fator limitante. Mas vale a pena entender o perfil de quem você vai interagir. Se o ambiente de trabalho é despojado e reflete o seu próprio perfil, não há problema. Entretanto, existem situações que demandam uma etiqueta comum à ocasião, e vale a pena estar em alinhamento com essas exigências para garantir um afinamento maior com a sua mensagem.

Como avaliar a linguagem corporal das pessoas?

Além de comportar-se de maneira padronizada com a sua comunicação verbal, a linguagem corporal pode ser observada nas outras pessoas. Com isso, você ganha vantagem para saber como a interação está indo.

Da próxima vez, tente identificar alguns dos sinais abaixo:

  • no geral, pernas e braços cruzados demonstram resistência às ideias sendo apresentadas;
  • sorrisos genuínos são denunciados por olhos franzidos. Quando não há sinceridade, eles dificilmente são flexionados;
  • identifique a postura da pessoa. O corpo ereto reforça o interesse e atenção de quem está em uma conversa com você;
  • sobrancelhas constantemente levantadas podem denotar surpresa, preocupação ou medo. Avalie a situação lendo-a de acordo com o desenrolar da interação;
  • mandíbula contraída é sinal de estresse. Por isso, atente-se a esse fator caso a conversa esteja tensa ou possa mostrar isso sobre as pessoas com quem você está interagindo.

Com base nessas dicas, é possível avaliar melhor a sua linguagem corporal, e também de outras pessoas. Só que essa sua intenção pode ser (consciente ou inconscientemente) sabotada por você, sabia?

E, para saber mais a respeito, aproveite para dar uma conferida em outro artigo nosso, que explica mais sobre as crenças limitantes!

Deixe seu Comentário

Veja outras notícias sobre a Febracis