A importância do intraempreendedorismo nas organizações

Ajuda

Solicite atendimento

Verifique o preenchimento dos campos destacados
Sua mensagem foi enviada com sucesso.


  • CENTRAL 0800 280 3155
  • Belém, PA 91 9 9193 6529
  • Belo Horizonte, MG (31) 2555 5850
  • Boston, MA ️(781) 281-1932
  • Brasília, DF (61) 3013 4450
  • Campina Grande, PB
  • Campinas, SP (19) 99213.3531
  • Campo Grande, MS (67) 98191-5556
  • Curitiba, PR (41) 4101-1037
  • Florianópolis, SC (48) 9 9691.1500
  • Fortaleza, CE (85) 3133 3200
  • Goiânia, GO (62) 3642-2565
  • João Pessoa, PB (83) 99670.4040
  • Juiz de Fora, MG (32) 99975.1003
  • Luanda, AO +244 947617588
  • Maceió, AL (82) 3185-7071
  • Manaus, AM (92) 3307-0480
  • Maringá, PR (44) 3052-0508
  • Natal, RN (84) 4042-2045
  • Niterói, RJ (21) 3952-6100
  • Orlando, FL +1 (321) 417 - 7190
  • Palmas, TO (63) 99937.9125
  • Porto Alegre, RS (51) 3110-5611
  • Porto Velho, RO (69) 3229-6501
  • Recife, PE (81) 4042-2230
  • Ribeirão Preto, SP (16) 4042.1770
  • Rio de Janeiro, RJ (21) 3952-6100
  • Salvador, BA (71) 3106 0101
  • Santo André, SP 13 99793-0080
  • São José dos Campos, SP (12) 3942-3907
  • São Luís, MA (98) 3311-7000
  • São Paulo, SP (11) 4118-2924
  • Teresina, PI (86) 3232-9107
  • Uberlândia, MG (34) 3082-2022
  • Vitória, ES (27) 2142.3692

Preencha o formulário abaixo e fale com um de nossos consultores

Verifique o preenchimento dos campos destacados
Sua mensagem foi enviada com sucesso.

A importância do intraempreendedorismo nas organizações

Hoje em dia, o profissional que se atém às suas responsabilidades, exclusivamente, perde espaço para os colegas de trabalho.

Afinal de contas, o dinamismo das transformações (sociais e tecnológicas) exigem mais pluralidade das pessoas em suas rotinas corporativas.

Como consequência, conceitos modernos ganham força e se tornam detalhes fundamentais na avaliação de gestores e recrutadores. E é sobre um desses conceitos que vamos tratar neste artigo: o intraempreendedorismo.

A seguir, vamos explorar essa prática — tão similar aos valores do empreendedorismo — que condiz com ações em prol da empresa e para o crescimento pessoal e profissional do indivíduo. Boa leitura!

O que é intraempreendedorismo?

Basicamente, quando falamos em intraempreendedorismo estamos nos referindo ao perfil profissional que está sempre insatisfeito com os resultados.

Só que, em vez de resignar-se à estagnação, ele propõe novas ideias, cenários e meios de qualificar-se mais para agregar mais valor ao seu trabalho è a condução de sua carreira.

Não à toa, muitos especialistas agregam a noção de senso de dono aos intraempreendedor: aquele que age “como se a empresa fosse sua” em busca de resultados promissores.

Dá para se ter uma ideia, então, dos motivos pelos quais o intraempreendedorismo tem se destacado nas avaliações internas e nas pesquisas feitas por recrutadores, não é mesmo?

Quais são as características do intraempreendedorismo?

Para aprender a identificar o intraempreendedorismo na empresa, e descobrir quais habilidades e competências devem ser exercitadas, confira o perfil desse tipo de profissional:

– Baixa insegurança aos riscos — não confundir, entretanto, com imprudência;

– Elevado foco na execução de suas atividades;

– Autoconhecimento para buscar sempre a qualificação para os seus pontos de melhoria e especialidades;

– Inquietação contínua com os resultados;

– Satisfação crescente por novos desafios;

– Paixão pelo que faz;

– Atenção sobre as movimentações do mercado (sempre em busca de novas tendências);

– Planejamento, à exaustão, de ideias e decisões;

– Multidisciplinaridade;

– Persistência;

– Dedicação;

– Pró-atividade.

Convém destacar, ainda, o espírito empreendedor, tão inerente ao intraempreendedorismo. Algo que podemos perceber a partir da distinção de ambos os conceitos.

Qual a diferença entre intraempreendedorismo e o empreendedor corporativo?

O empreendedor, em primeiro lugar, é aquele tipo de profissional que conserva todos os atributos que citamos acima.

Entretanto, a aplicação de suas qualidades internas é usada para a aplicação de sua visão diferenciada para identificar oportunidades de negócio.

Isso significa que o empreendedor não é apenas o profissional que abre um negócio próprio. Trata-se do indivíduo que usa essa visão sistêmica e diferenciada para gerar lucros e criar oportunidades onde outros empresários não identificaram ou exploraram com eficácia.

Já o intraempreendedorismo, por sua vez, carrega boa parte do DNA empreendedor, mas essas qualidades são aplicadas internamente, em benefício da empresa onde o profissional exerce as suas atividades.

Portanto, ele foca a sua atuação para o empreendimento onde está empregado, aplicando a inovação e a insatisfação pela estagnação de maneira sistemática.

Algo que, como retorno, se configura em sua ascensão interna, no desenvolvimento de uma carreira da qual a empresa vai recompensar o intraempreendedor que luta por ela, e com ela.

Quais são os benefícios do intraempreendedorismo?

Quando o intraempreendedorismo é identificado, entre os colaboradores, a empresa ganha mais valor agregado. Afinal, o profissional vai fazer de tudo para obter as melhorias — tanto as desejadas quanto aquelas ainda inexploradas.

Confira, a seguir, alguns dos principais benefícios em contar — ou desenvolver — o intraempreendedorismo na empresa:

– Promove o movimento de inovação na empresa, influenciando também outros profissionais;

– Estabelece diferenciais para agregar mais valor à empresa no mercado;

– Estimula a competitividade interna;

– A gestão — e a empresa, como um todo — se beneficiam com uma presença contestadora, que gera ideias e propõe soluções;

– Os resultados tendem a ser melhores, bem como os processos — continuamente inspecionados e com aprimoramentos testados.

Que tal vermos, então, como a sua empresa pode angariar mais valor ainda, a partir do processo de intraempreendedorismo?

O que é o processo de intraempreendedorismo?

O processo deve ser desenvolvido em duas frentes: interna e externamente. Isso significa que o primeiro passo consiste em ter profissionais, na empresa, dispostos a desenvolver esse perfil.

Além disso, cabe à corporação oferecer os estímulos e recompensas para que o intraempreendedorismo se converta em uma constante no dia a dia dos seus colaboradores.

Portanto, vamos focar no que pode ser feito para engajar os profissionais da empresa, considerando que o procedimento interno é a própria disposição do indivíduo em qualificar-se continuamente.

Algumas etapas que podem ser consideradas para esse processo se desenvolver:

– A rigidez hierárquica deve ser abandonada, uma vez que os gestores devem ouvir mais os seus subordinados;

– A tomadas de decisão passa a ser mais colaborativa;

–  As ações inovadoras e assumidas pelos profissionais devem ser reconhecidas e enaltecidas;

– Se possível, cabe o uso de campanhas para motivar ainda mais o intraempreendedorismo, como competições e recompensas;

– O treinamento e a capacitação também são bem-vindos nesse sentido — o que poderia ser potencializado por meio da contratação de um coaching para os funcionários.

Vamos entender, agora, como isso poderia funcionar na prática, em sua empresa?

Como implantar o intraempreendedorismo?

Para que a liderança da empresa tenha mais intraempreendedores atuando em benefício da empresa — e deles próprios —, algumas questões devem ser exercitadas constantemente:

– Oriente a sua equipe. Dê liberdade e autonomia para que tomem decisões, mas esteja sempre por perto, para auxiliar nesse processo;

– Defina objetivos para estimular o intraempreendedorismo. Comece com um projeto menor, engaje os colaboradores e delegue responsabilidades que eles possam cumprir;

– Reconheça e dê os méritos aos colaboradores engajados;

– Componha um plano de carreira para que eles antevejam os benefícios em investir, cada vez mais, no intraempreendedorismo.

Por meio dessas dicas, você pode ter um controle maior sobre o desenvolvimento do intraempreendedorismo na sua empresa. E mais: continuamente, as suas próprias habilidades e competências vão sendo aprimoradas.

Para finalizar o nosso artigo sobre intraempreendedorismo, gostaríamos de convidar você a conhecer o nosso curso CIS Assessment! Trata-se da possibilidade de compreender a sua personalidade e desenvolver as potenciais competências para a construção de verdadeiros líderes intraempreendedores!

 

Deixe seu Comentário

Veja outras notícias sobre a Febracis