CUIDADOS AO ESCOLHER SEU CURSO DE COACHING

Atualmente, existem indústrias de formação em coaching nas quais, segundo os maiores especialistas do mundo, não produzem profissionais de qualidade.

Confira 10 dicas que devem ser usadas na hora de escolher um curso de formação em coaching:

1. Preze pela qualidade da instituição de ensino, isso é algo primordial;

2. Atente pela qualidade dos cursos e busque identificar quais se adequam as suas necessidades;

3. Os exercícios práticos devem ser sempre acompanhados de um monitor experiente e capacitado que vive a profissão de coach na vida real;

4. Busque informações sobre a atuação do profissional no mercado, analisando as metodologias, as experiências e os resultados;

5. O critério de aprovação na maioria dos cursos de coaching no Brasil ou é ao longo do curso pela apresentação de exercícios em sala, ou na realização de uma prova prática ao final. As duas modalidades em si são insuficientes para promover a prática e a teoria. É necessário um projeto completo de formação que une a avaliação em sala, a prova prática ao final, como também, a comprovação de prática externa e o cumprimento de uma carga extrema de livros e estudos fora de sala de aula;

6. Peça sempre para ver a foto do instituto certificador internacional, o nome do presidente/diretor e o telefone para entrar em contato. Pois 99% dos órgãos internacionais de certificação de cursos de formação em coaching são instituições de fachada, que não existem, servem apenas para dar credibilidade internacional a um instituto local;

7. Não acredite em um curso de formação em coaching com menos de 90h/a;

8. 99% dos instrutores de coaching nunca fizeram ou executaram coaching de forma sistemática e profissional. São teóricos que apenas replicam uma
metodologia, deixando assim muitas lacunas e gap´s na mente de seus alunos. Certifique se seu instrutor possui no mínimo 1.000h/a executadas de sessões de coaching com comprovação;

9. Um certificado para ser, verdadeiramente, internacional deve ser impresso dentro da instituição internacional certificadora, e não da instituição organizadora local;

10. Investigue quanto o instrutor cobra por sessão de coaching por ele executado. Não confie em instrutores que cobrem menos de R$ 800,00 a sessão do coaching de vida, e menos de R$ 1.500,00 do coaching empresarial. Cuidado, também, com aqueles profissionais que dizem cobrar grandes montas e não possuem clientes nem horas comprovadas de sessões de coaching. A experiência prática do instrutor é fundamental.

Por que estudar na febracis?

Veja mais